quinta-feira, 31 de março de 2011

Começaram as complicações

Depois de terminada a morfina, tomei conhecimento de que estava a ficar cheio de soluços... sim soluços. Algo que pensava ser inofensivo era uma evidência de complicações muito complicadas.

Nessa mesma noite foi-me retirada a sonda naso-gastrica (algo que considero que tenha sido negligente, apensar de não estar funcionante) e fui transferido para a enfermaria.... pediátrica (onde havia vaga!).

Só sei que nada me lembro....

Depois da cirurgia fui directamente para a UCI onde tive a visita da minha respectiva e da minha irmã. Tanto nesse dia como nos dias seguintes não há muita coisa de que me lembre... estava sob o efeito de morfina. Estive neste estado durante 48 horas após as quais me foi retirada.

Para mim esse periodo é uma completa nuvem branca, não sei o que disse nem o que me foi dito.

A única coisa que sabia era que o meu colon já cá não morava...

terça-feira, 29 de março de 2011

O dia "D"

Chegou o dia... apenas acredito que vai tudo correr bem, não pode ser de outra maneira!!!

A preparação do dia anterior não correu da forma esperada, mas também não estou preocupado com isso... ainda estou assustado com as possibilidades que me foram anunciadas na semana passada.

No caminho para o hospital fiz questão de andar mais uns metros e ver o mar, mas não quis passar por casa dos meus pais, não queria que acabasse tudo em choradeira... só queria pensamentos positivos à minha volta.

Chego ao hospital à hora combinada, 12h30, fiz o check-in e paguei logo 10% do valor estimado da cirurgia... ainda não fizeram nada e já estou a pagar! Sou encaminhado para o meu quarto, não é um quarto de hotel, longe disso, mas ao menos estou sozinho, tenho janela para a rua e televisão por cabo, só falta a internet mas logo se resolve.

A enfermeira chega com um comprimido para tomar, para acalmar diz ela, e com uma máquina de rapar... tenho de rapar os pelos da barriga... lá terá de ser...

Tomo o comprimido com uma água que até nem gosto mas sabe-me bem... não como nada desde o almoço do dia anterior e de seguida vou rapar a barriga.

Entretanto chegam os meus sogros.... não era suposto! Bem como a minha irmã... era suposto! A sensação que tive foi que estava preste a embarcar para a guerra, onde se junta um misto de alegria e de medo... foi estranho e era exactamente isto que não queria... queria estar tranquilo, sereno, em paz comigo mesmo.

Quando chegou a hora, deitei-me na cama e fui encaminhado para o bloco operatório, onde me ministraram uma epidural (doeu um pouco mas nada de especial!!) e depois fui levado para a mesa de operações. A ideia que tenho é que estava muito frio e só me lembro que ver o Dr. L e de ele dizer uma piada sobre um dos desportos que praticava antes disto tudo.... depois apagou-se a luz.

Soube posteriormente que a cirurgia tinha demorado cerca de 3h30 e que o Dr. L considerava que tinha sido um sucesso....


Nota: Como é óbvio não escrevi este post nesta data e hora, provavelmente a esta hora estava completamente drogado e com dores... foi escrito posteriormente à sua data... mas por uma questão cronológica penso que faz mais sentido ficar com a data em que os factos aconteceram.

segunda-feira, 28 de março de 2011

Preparação para a cirurgia

Mais uma vez era eu e o Klean-prep.... mais uma vez não vez grande efeito. Mas desta vez não me preocupei... nada de clisteres.

De resto foi um dia passado em casa (também não podia ir muito longe!!) e descansar e jogar playstation.

Estava tranquilo mas ao mesmo tempo receoso, as possibilidades que me foram comunicadas na semana anterior ainda pairavam sobre a minha cabeça... era assustador!

domingo, 27 de março de 2011

Chorei pelos 2!!

Foi uma notícia muito triste a que recebi por sms de uma grande amiga minha... foi uma daquelas notícias que nos deixa sempre tristes, mas quando não estamos bem afunda-nos completamente. Não aguentei e chorei.... chorei por ela e por mim ao mesmo tempo. Chorei por ela porque este tipo de situações, apesar de acontecerem, nos dão sempre uma tristeza imensa e queria mesmo abraçá-la e dar-lhe um beijo de conforto. Por mim, porque na minha situação não sou boa companhia para ninguém, nem para mim mesmo, e o sentimento de impotência perante ambas as situações deixou muito triste.


Esta notícia teve efeito exactamente oposto à outra notícia que ela me tinha dado em Fevereiro, fiquei muito contente por ela e pelo marido dela (mais um grande amigo!).

Amiga, desculpa não te ter dado um abraço forte neste momento difícil!

sexta-feira, 25 de março de 2011

Última semana de trabalho

A última semana de trabalho foi muito desgastante... entre fazer a passagem de todo o meu trabalho (que não é pouco) para outras pessoas que já estavam cheias de trabalho, ainda tive de lidar com consultas. Tudo a encurtar o tempo disponível.

Dos meus colegas foram muito porreiros comigo, sempre numa perspectiva muito positiva apoiaram-me e motivaram-me para que tudo corresse pelo melhor. Admito que estava com medo de cenas lamechas e que tudo acabasse em lágrimas. Felizmente não foi assim....

quinta-feira, 24 de março de 2011

terça-feira, 22 de março de 2011

Uma possibilidade assustadora!!!

Na última consulta antes da cirurgia com o Dr. L, fez-me o tal exame para ver como estava o recto. E o resultado foi que tira de ser removido porque também estava cheio de pólipos....

Depois, como quem acabou de se lembrar, referiu-me a existência de casos em que não é possível fazer a construção da bolsa....isto implicaria que teria de ficar ostomizado o resto da vida!!! Esta possibilidade implicaria que toda a minha vida fosse dramaticamente alterada e teria de deixar de fazer muitas das coisa que mais prazer me dão.

Fiquei mais uma vez em estado de choque e perplexo por esta informação não me ter sido transmitida antes.... e apenas uma semana antes da cirurgia. Passei-me da cabeça!!!

Praguejei com o médico e disse-lhe que isso não podia acontecer! Que ele tinha de fazer todos os possíveis para que tudo corresse como combinado. E que tinha 33 anos, e que a minha vida não podia ficar tão perturbada.

Quando cheguei a casa falei com outro médico que me disse que isso era uma situação remota e que realmente podia acontecer mas em casos muitos específicos e que na opinião dele eu não me enquadrava.

Fiquei mais descansado mas não totalmente! Cheguei a pensar em cancelar tudo e aguentar mais uns anos...

Descoordenação preocupante

Marquei a consulta de anestesia para o mesmo dia que a última consulta de cirurgia (hospitais causam-me alguma urticária e quanto menos vezes lá for melhor!!!) as mesma onde me ia ser feito o último exame que faltava.

Fiquei preocupado com a descoordenação entre a Dra. de anestesia e o Dr. L até porque ele disse-me claramente que era necessário preparação prévia... quando minutos antes tinha ouvido o contrário... no mínimo estranho!!!

A preparação era Klean-prep.... mais uma vez!!! E não comer nada no dia da cirurgia....

Consulta de anestesia...

Na consulta de anestesia (que se realiza sempre uma semana antes da cirurgia) a Dra. esteve a analisar todos os exames que tinha e disse-me que já tinha tudo e que não havia qualquer problema do ponto de vista da anestesia.

Disse-me também que não seria necessário qualquer preparação para a cirurgia (o que achei estranho).

sexta-feira, 11 de março de 2011

Uma consulta estranha!!!

No dia marcado fui à consulta com o especialista em estudos genéticos de situações destas (Dr. P de ora avante) também ele do IPO de Lisboa.

Começou por ver os meus exames e disse o mesmo que todos os outros, que tinha de ser operado e que ia ficar tudo bem. Depois contou uma história que era basicamente a história de Cegonha contada a crianças de 5 anos. E com isso chegar ao ponto em que possivelmente um gene tinha rebentado em mim, visto que aparentemente não havia antecedentes familiares de poliposes multiplas.

Depois foi bastante evazivo em relação à cirurugia e irritadiço o que levou a terminar a consulta de imediato terminado com: BOA SORTE!!!

Esta última afirmação deixou-me preplexo, porque se é coisa que não tenho é sorte. O pouco que tenho é fruto de trabalho e não de sorte. E num momento destes precisar de sorte.... estou tramado!

É curioso que médicos, supostamente, conceituados tenham de desejar sorte aos seus doentes. O resultado das suas intervenções depende da sua competência acima de tudo e da vontade do doente em ficar curado (efeito placebo).

segunda-feira, 7 de março de 2011

Uma boa notícia...aparentemente!!!

Entretanto saíram os resultados das biopsías das colonoscopias... deram que os polípos eram de origem potencialmente cancerisna mas que ainda não estavam nesse estágio.

De salientar que o que tenho é uma polipose múltipla o que significa centenas de pólipos que a biopsia foi feita por amostragem e que não implica que exista algum que já se tenha evoluído para o estágio seguinte.